MENU
Caso Ana Caroline: 3 meses após assassinato, motivação ainda não foi desvendada
11/03/2024 15:58 em Maranhão

MARANHÃOZINHO - Após três meses do assassinato brutal da jovem Ana Caroline Sousa Campêlo, o caso ainda não foi totalmente esclarecido e ainda não se sabe o que motivou o assassinato contra uma jovem que não tinha histórico de violência, crimes, ou inimigos conhecidos.

Ana Caroline, de 21 anos, foi encontrada morta em 10 de dezembro, logo após sair do trabalho, em Maranhãozinho, no interior do Maranhão. No local do crime, ela estava com a pele do rosto, o couro cabeludo, os olhos e as orelhas arrancados.

A polícia não sabe o que motivou a crueldade, mas acredita que o autor ou o mandante tinha muito ódio da vítima, que meses antes morava em Centro do Guilherme, mas se mudou para Maranhãozinho para morar com a namorada.

Prisão de suspeito

No dia 31 de janeiro, a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu, em Maranhãozinho, Elizeu Carvalho de Castro, de 32 anos, suspeito de envolvimento na morte de Ana. Segundo as investigações, ele é o homem que aparece em um vídeo de camisa branca, em uma motocicleta, e segue a jovem por uma rua do município.

O corpo de Ana Caroline foi encontrado por familiares próximo à Rua Getúlio Vargas, a cerca de 300 metros da rua onde ela teria virado com sua bicicleta. Os parentes encontraram primeiro sua bicicleta antes de achar seu corpo.

Apesar da prisão, a Polícia Civil ainda não conseguiu entender o que motivou o crime, pois Elizeu nega a participação no assassinato e fica calado nos interrogatórios. Além disso, o fato do crime não ter tido testemunhas oculares no local dificulta as investigações.

Apesar disso, os investigadores estão apostando em informações contidas no celular de Ana para tentar desvendar a motivação ou quem poderia ter encomendado o assassinato.

"Estamos trabalhando para entender a motivação. O relatório do conteúdo do celular dela já chegou, após extração, e está sendo analisado", declarou o delegado-geral da Polícia Civil, Jair Paiva.

Por enquanto, a polícia ainda não descarta que a morte pode ter sido motivada por ódio devido ao fato de Ana Caroline ser lésbica, porém, outras linhas de investigação também são levadas em conta.

fonte: imirante.com

COMENTÁRIOS